Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Mulheres e lobos

Aviso: textão. Me pediram pelo inbox.

O comercial abaixo já tem muito tempo, mas eu voltei a lembrar dele na semana passada. É o tipo de comercial que marca pela sua sutileza e sua força, pois é assim que nós mulheres somos. Sutis em nossa força, ou demonstramos a nossa força com sutileza.

E não é fácil ser mulher. Nunca foi. Podemos até lembrar da Wicca e de religiões de matriz africanas, em que a mulher não é um ser na última escala da evolução, mas em geral, mulher sempre foi chamariz, usada como ser reprodutor, e, em tempos de guerra, a vitima da arma mais cruel inventada pelo homem: o estupro. Sim, porque, em todos os tempos, essa é a arma de guerra mais destruidora que há. No tempo do império mongol (eu não me lembro do nome do imperador, na época), as vilas eram todas invadidas e saqueadas, e às mulheres era reservado o pior destino. O que elas faziam então? Quando se sabia que era cidade ou vila iria ser pilhado e destruído, elas se matavam.


Dia da Abolição da Escravatura

Agradeço aos leitores que deixaram suas msgs pelo inbox do meu Face, e mesmo nos comentários aqui no blog mesmo ou na minha página =D

Então hoje é o dia da Abolição da Escratura, a Lei Áurea, assinada em 13 de maio de 1888, pela princesa Isabel, no entanto, a data não traz lá grandes celebrações, visto que o racismo no Brasil ainda é um assunto espinhoso, dolorido.


Eu me lembro do final de uma novela, não me lembro o nome, em que a abolição era assinada, então, quando começaram a vir os imigrantes italianos para o Brasil, para trabalharem, remunerados, nas fazendas, os escravos, aliás, ex-escravos, iam embora... para onde?
Com o fim da escravidão, não houve, na época, nenhum programa, nenhum projeto, nada que pudesse inserir o negro nesta nova sociedade pós-abolição, nada que o preparasse, após anos de cativeiro, humilhação e todo tipo de abusos. Nem a Igreja se compadeceu, diríamos, de milhares e milhares de pessoas que, assim se viam sem saber o que fazer claramente de suas vidas. O…

Comercial do Chocolate Snickers

Alguém, por favor, me diz, que comercial é esse???  Realmente, a gente só "pega" consciência, na
medida que a gente passa a prestar mais atenção nos fatos, nos acontecimentos ao nosso redor.
Ontem, só ontem, que prestei mesmo atenção. Clique para  ver o video.

Então, no vestuário, estão dois caras e a Cláudia Raia, que seria o terceiro "cara". Ela (ele), está com um humor péssimo, porquê está com fome, dando chilique e tal, quando um dos caras dá um chocolate Snickers pra "ela", que é quando "ela" vira um cara. Sei ...

Fica claro que, então porquê o sujeito está com fome, tem que dar chilique como se fosse uma mulher? Oi? Aí, após o chocolate, pára o chilique e vira homem... que não dá chilique... sei... Incrível como esse comercial é sexista... Pode até ser engraçado, porquê eu mesma achei, até que finalmente eu prestei atenção. Não acredito que a intenção por trás seja tão perspicaz assim, afinal, esses conceitos sexistas estão enraizados no …

Interseccionalidade no Feminismo

A palavra parece complicada... bem, eu tenho achado bem complicada, mas fui pesquisar pra ver que raios isso significa. Primeiro, fui suspeitando do seu significado, afinal, dentro do feminismo, eu diria que há várias "vertentes" (se eu estiver errada, me corrijam, por favor). Não há um padrão a ser seguido, não há uma cartilha. Somos mulheres negras, brancas, asiáticas, índias, cis, trans, homo, hétero, temos cabelos lisos, crespos, somos gordas, magras, apreciamos o casamento, e outras mulheres nem querem pensar nisso. Algumas querem, ardentemente, terem filhos, e outras (como eu), nem cogitam a ideia. Algumas são a favor do aborto, outras não. Feministas estão em todas as classes, raças, cores, credos. Mas não combatemos umas às outras. Pelo menos, é o que se espera. Pelo menos, espera-se uma certa sororidade, uma certa cumplicidade entre nós.

Há grupos fascinantes no Facebook e na web, aqui no Brasil e mundo fora... são várias necessidades, vários pontos de vista, de vid…

Malala Yousafzai

Eu me lembro de Malala quando menina... a notícia sobre o atentado que sofreu em 2012 percorreu o
mundo. Quiseram calar essa menina forte e decidida porquê ela lutava, e luta, pelo direito das meninas poderem estudar. Eu assisti a história dela outro dia, na Discovery, mas na época, eu me lembro quando ela recebeu o Nobel da Paz. Sim, um reconhecimento internacional desse calibre aos 17 anos.

Incrível que quando ela tinha uns 11, 12 anos, ela escrevia para a BBC, contando como era o cotidiano durante a ocupação do talibã. Ela escrevia um blog sob um pseudônimo. O que me faz parar e pensar é o uso político que se dá ao blog, principalmente no exterior. Durante a primavera árabe (me refiro aos protestos), os blogs foram - e são usados - com fins políticos. O blog é uma arma política, não apenas entretenimento. Eu estou escrevendo isso, sendo que tenho um blog de esmaltes que eu mantenho por manter mesmo, for fun. Muitas coisas mudaram desde o lançamento daquele blog, o que me fez abrir …

Ch-ch-ch-changes!

Mudanças ... Novamente, este blog passa por mudanças...
A partir de hoje, o domínio sai de apanagiodeluz.blogspot.com para este atual, o qual você acessou. O título Apanágio de Luz, mais voltado para assuntos ligados à espiritualidade, também mudou para este atual e ainda vai mudar outras vezes. É preciso.

E o assunto de hoje é sobre a mulher poder ser quem ela quiser, lógico. Não vou muito fundo nas reflexões desta vez, mas quero deixar claro que a mulher é quem deve ter o poder de decidir o que ela quer fazer e o ser na vida. Se quer ser dona de casa, engenheira, professora, advogada, músico, bailarina, presidente de empresa, executiva numa grande corporação, médica, físico nuclear, enfim.

Vou morrer dizendo que toda mulher precisa é ter sua vida, sua casa, seu estudo, seu dinheiro, pois só assim consegue ter a sua independência, já que toda dependência na mão da família e de um homem é um terreno arenoso que tende a ruir com o tempo e vem cheio de cobranças exteriores que massacra…