Pular para o conteúdo principal

Malala Yousafzai

Eu me lembro de Malala quando menina... a notícia sobre o atentado que sofreu em 2012 percorreu o
mundo. Quiseram calar essa menina forte e decidida porquê ela lutava, e luta, pelo direito das meninas poderem estudar. Eu assisti a história dela outro dia, na Discovery, mas na época, eu me lembro quando ela recebeu o Nobel da Paz. Sim, um reconhecimento internacional desse calibre aos 17 anos.

Incrível que quando ela tinha uns 11, 12 anos, ela escrevia para a BBC, contando como era o cotidiano durante a ocupação do talibã. Ela escrevia um blog sob um pseudônimo. O que me faz parar e pensar é o uso político que se dá ao blog, principalmente no exterior. Durante a primavera árabe (me refiro aos protestos), os blogs foram - e são usados - com fins políticos. O blog é uma arma política, não apenas entretenimento. Eu estou escrevendo isso, sendo que tenho um blog de esmaltes que eu mantenho por manter mesmo, for fun. Muitas coisas mudaram desde o lançamento daquele blog, o que me fez abrir outros blogs, espalhar outras ideias e depois seguir mudando aqui e acolá.

A luta de Malala continua. Nestes países com forte ascendência religiosa e patriarcal, não há interesse em que meninas e mulheres estudem, se aprimorem, se formem em alguma profissão. Essa espécie de regime opressor impõe à mulher o papel de mãe e dona de casa, sem poder instruir-se melhor, sem que ela possa questionar se é esse papel mesmo que ela quer desempenhar na sua vida. Veja que o problema não é ser dona de casa ou mãe, o problema é impor este papel como se fosse o único, como se a mulher não tivesse nenhuma outra função.

Essa é uma forma maldosa e eficaz de manter as mulheres sob o cabresto religioso, machista e patriarcal. Uma forma cruel de manter as mulheres e meninas por baixo, sempre prontas a obedecer, a concordar, a ceder. A sua vontade é sistematicamente ignorada, e isso acaba levando à mulheres apagadas ou revoltadas mesmo, com baixa auto-estima, sem poderem se defender.

A luta de Malala segue ... nem sequer imagino o que seria ficar sem ir à escola, estudar, aprender, questionar, desenvolver o intelecto. Malala já discursou até na ONU. Ela me impressiona com sua pouca idade e muita maturidade.... quando eu penso nas muitas meninas e adolescentes aqui no Brasil e mundo afora, que ignoram o valor dos estudos, dos questionamentos, quando muitas aqui mesmo, no Brasil, mal sabem o que é feminismo e ainda se portam segundo padrões pré-estabelecidos, sejam eles de beleza ou comportamento... Um mundo e tantas nuances...

Deixo o link para conhecer mais sobre The Malala Fund.

Postagens mais visitadas deste blog

Entrego, Aceito, Confio e Agradeço

Hoje, eu quero agradecer por todos os comentários deste blog. Eu tirei um tempo e li todos. TODOS, desde o primeiro post (alguns tem comentários, outros não, normal. Agradeço pelo carinho que tiveram de ler esses posts e comentaram. Obrigada por seu tempo =D

E quero compartilhar esse vídeo maravilhoso. É curtinho, sobre confiança e gratidão, o fato de
entregarmos o nosso caminho à um Poder Maior que nos rege, nos conduz e protege, não importa que religião você tenha, o que importa é a nossa fé, a força da nossa essência conectada ao Universo, o nosso caráter, como tratamos à nós mesmos e aos outros.

Eu acompanho o canal do Vinícius há um ano e meio, pelo menos, e gosto muito de fazer Yoga com os videos dele, mas aqui, estamos falando de uma filosofia de vida, que nos leva além dos limites, muitas vezes impostos pela nossa sociedade mercantilista e imediatista.

Peço que assistam ao video e meditem sobre essas palavras, que não são minhas, mas do professor Hermógenes, divulgador da Yog…

Qual o seu relacionamento com Deus?

Olá, tod@s!
Obrigada por todos os comentários do post anterior, li todos com atenção e agradeço com carinho =D

Bem, o assunto que tenho para este post é uma reflexão a qual tenho meditado esses dias: como está a sua relação com Deus? Como está o seu relacionamento com Jesus?

Seu relacionamento é algo direto, sem intermediários? Você permite que outras pessoas sejam suas "pontes" entre você e Deus, Jesus, a Consciência Suprema, o Poder Superior?

Desafie-se!

Oi tod@s vocês! Tudo bem?
O propósito do Concatenando Ideias é blogar quando estou afim e não ficar postando por postar... legal mesmo é quando estou na vibe de publicar alguma coisa como... hoje =D

Fiquei pensando... como a gente pode se propor novos desafios? E eu me propus dois neste início de ano. Fora outros que vou sugerir à vocês, mas coisas simples, do nosso dia-a-dia.

Eu acabei de cumprir o desafio dos 30 dias de prática de Yoga, pelo menos, de 15 à 30 minutos todos os dias. E foi um desafio que curti muito, pois eu tinha que desafiar as minhas preguiças e me disciplinar à atividade que só trás benefícios.
Agora, para mim, ficou muito mais fácil e, sem desculpas, para esta atividade física/mental que tanto amo.