Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

Coragem para Mudar

Extraído do site Mensagem Espírita, basta clicar aqui e ler. Segue a minha humilde reflexão.

"Aprendamos a controlar as nossas más inclinações e lograremos vencer se perseverarmos no bom combate." Joanna de Ângelis.

É preciso ter coragem para mudar. No afã de nos adaptarmos à sociedade que vivemos, muitas vezes, mesmo inconscientemente, vamos seguindo padrões esdrúxulos ou mantemos outros, já caducos. Somos seduzidos por pouco. Imitam-se formas de diversão, de falar, de comportar-se, até mesmo como nos relacionamos com os outros, mas não nos atemos muito às consequências desastrosas desses modismos, muitas vezes, reproduzindo até preconceitos que, nesta fase da humanidade que estamos, já deveriam ter sido arredados do nosso comportamento. O comportamento e os modismos desvairados da multidão acabam contaminando todos aqueles que não reflexionam sobre suas vidas e seus atos. Até a forma de se praticar esta ou aquela religião segue essa regra.

Controlar as nossas más inclinaçõ…

A Problemática da Felicidade

O título é um contra-senso em si mesmo, mas a felicidade se tornou um problema, justamente por ter se tornado obrigatória.
Sim, vivemos numa sociedade em que a tal felicidade baseia-se em bens de consumo, aliás, vivemos numa sociedade mercantilista, de interesses imediatistas, onde estabeleceu-se que o forte é quem deve dominar, onde devemos ter, em vez de ser; poder, em vez de realizar-se. Vivemos numa sociedade que delira no automático, nos desejos de consumo, nos relacionamentos imediatos, onde as pessoas são trocadas por coisas. Aliás, vivemos uma coisificação das pessoas e numa personificação das coisas. Já li ou ouvi isso em algum lugar.

Lógico que essa loucura toda nos aliena e nos infelicita e, no entanto, a sociedade cobra que você seja feliz a qualquer custo, mesmo que isso signifique a infelicidade do outro. Vive-se no truque, no jeitinho brasileiro, onde ouvimos uma pessoa com um sorriso, mas a estilhaçamos com nossos pensamentos carregados de preconceitos. Temos que nos v…

Cada Um

Eu escrevi este texto há uns 7 anos atrás, numa época que eu escrevia para este site Web Artigos. Esses dias, resolvi dar uma olhada nele novamente, e foi bom ter reencontrado antigos textos meus, mas alguns tão atuais, como o que vou postar agora:

Cada pessoa é responsável por si e pela sua busca pelo autoconhecimento e sabedoria. Cada um deve assumir a sua identidade, independência e liberdade espiritual. Cada um tem o direito e o dever de buscar e investir em sua felicidade, sem precisar escravizar-se a religiões ou outras ideologias impostas. Você deve pensar por si mesmo, experenciar e tirar as suas conclusões. A felicidade, o que quer que isso signifique para você, é pessoal e intransferível, sentida e percebida por cada um de acordo com suas vivências. Somos viajantes do tempo e do espaço nesta roupagem carnal. Viajamos a caminho da eternidade, pois cada um de nós é um universo em transição e somente as experiências do caminho é que nos “maturam”, embora não possamos impor aos dema…

Sutis Mudanças

Eu continuo firme, há semanas, ouvindo esse gênero de música, enquanto sutis mudanças ocorrem. Depois de ter terminado o livro Atitudes Renovadas, da Joanna de Ângelis, li novamente o livro Quem me Roubou de Mim, do padre Fábio de Melo, e tenho lido também Fonte de Luz, de Emmanuel. Também terminei aquele do Divado Franco (I love myself), e hoje, peguei o Livro dos Espíritos, para ler sobre as Leis Morais (a terceira parte),e  reler o romance espírita Mais Fortes do que Nunca, da Eliana Machado Coelho (Espírito Schellida), que li há uns 6 ou 7 meses atrás.

E tenho assistido a série de vídeos de Mário Mas, do programa Descomplicando a Vida, sobre a auto-estima, um assunto que tem sido sempre muito espinhoso para mim e a grande maioria das pessoas, pois, sem dúvida, se tivéssemos mais auto-estima, não nos preocuparíamos em consumir tanto, em ostentar tanto, em sermos tão arrogantes e, no entanto, intimamente, nos sentindo sempre tão miseráveis.

Há vários problemas íntimos a serem resol…

Como Água Limpa em Vaso com Água Suja

'Illusions of Existence' - Liquid Drum and Bass Mix

Pós feriado. Aquela sensação de ressaca, por ter passado três dias fora do ar, em contato simplesmente com as coisas que gosto, como videos, música, livros, e a companhia do ser amado. Mas a vida não é só isso, e nós somos naturalmente preguiçosos, cedendo às ilusões da existência muito facilmente.
Ontem, foi dia de Nossa Senhora Aparecida. Assistimos a missa ao vivo, pela rede Aparecida. Apesar de não ser católica, passei a ver essa religião diferente, desde que o Papa Francisco veio ao Brasil, há dois anos atrás. E creio que as palestras do padre Fábio de Melo também tenham o seu quinhão de acréscimo ao meu aprendizado humano e espiritual. Aprendizado lento, difícil, que muitas vezes esbarra na minha má vontade, minha preguiça mental, meu mau humor repentino.

Acho que estou cansada das mesmas coisas, das mesmas reações, mesmos pensamentos, mesmas mesmices, das maledicências, das irritações, reclamações, mesmos comentários e…

O Homem e a Mulher Novos

Vivemos um tempo de cataclismas sociais, culturais, espirituais e interpessoais. Parece que nos encontramos no limite de nossa paciência, de nossa boa vontade, em que o mal é comentado em toda a parte, com todo o ibope, mas o bem aparece em notas de roda pé, bem tímido.

Mas nós não precisamos aceitar, passivamente, tudo o que nos vem, enfiado goela abaixo.
Esse é o nosso desafio diário. O desafio de quem quer ser o homem ou mulher novos em nosso tempo.

Tenho lido muito ultimamente... Quem me Roubou de Mim, do padre Fábio de Melo, Alguém me Tocou, de José Carlos de Lucca, Fonte Viva, de Emmanuel (psicografado por Chico Xavier), Atitudes Renovadas, de Joanna de Ângelis (psicografado por Divaldo Franco),
e I Love Myself, I am Addiction-Free: Spiritual Tools to Fight Addiction, também de Divaldo Franco, baseado em uma palestra que ele fez, nos Estados Unidos, em 2005.
Enquanto escrevo este texto, uma aba está aberta no livro Psicologia da Gratidão, de Joanna de Ângelis (outra obra psicogr…