Dia da Abolição da Escravatura

Agradeço aos leitores que deixaram suas msgs pelo inbox do meu Face, e mesmo nos comentários aqui no blog mesmo ou na minha página =D

Então hoje é o dia da Abolição da Escratura, a Lei Áurea, assinada em 13 de maio de 1888, pela princesa Isabel, no entanto, a data não traz lá grandes celebrações, visto que o racismo no Brasil ainda é um assunto espinhoso, dolorido.


Eu me lembro do final de uma novela, não me lembro o nome, em que a abolição era assinada, então, quando começaram a vir os imigrantes italianos para o Brasil, para trabalharem, remunerados, nas fazendas, os escravos, aliás, ex-escravos, iam embora... para onde?
Com o fim da escravidão, não houve, na época, nenhum programa, nenhum projeto, nada que pudesse inserir o negro nesta nova sociedade pós-abolição, nada que o preparasse, após anos de cativeiro, humilhação e todo tipo de abusos. Nem a Igreja se compadeceu, diríamos, de milhares e milhares de pessoas que, assim se viam sem saber o que fazer claramente de suas vidas. O mercado de trabalho, na época, aceitava estrangeiros ou brancos para a mão de obra.

A luta contra o racismo perdura todos os dias... Incrível como o Brasil, uma terra em que os índios viviam aqui, e ainda vivem, uma terra que recebeu tantos africanos, ou seja, temos uma ancestralidade de negros e índios, tomou o padrão branco como norma. Ainda bato na mesma tecla das negras que "chapeiam" seus cabelos, maltratando-os com esses produtos químicos, para que fique um cabelo "bom". Sim, usar o cabelo natural, cacheado (tipo 3), ou crespo (tipo 4), é sinal de resistência, sim!

No Congresso, não chega a 10%,  o número de representantes negros, sendo que a população negra passa da metade. Na outra metade, incluo os brancos, descendentes de asiáticos, índios e toda e qualquer outra etnia que eu não esteja me lembrando agora.

O sistema de cotas ainda é visto com polêmico, e nas universidades não são raros os ataques de racismo. Eu fico pasma com o inimaginável ... como pode alguém discriminar uma pessoa pela sua cor de pele? Oi? Pela sua orientação sexual, pela sua aparência, pela sua condição social? E o racismo é um mal que assola o mundo todo e em muitas áreas da sociedade... Nos esportes, sem me estender muito, não é incomum oferecer banana aos esportistas negros, fora os xingamentos... de onde vem tanta ignorância, tanta intolerância???

E é como eu digo, e não adianta depois ficar postando mensagem bonitinha no Face, não... Não adianta ir para a igreja e rezar a Deus, se a criatura não sabe ao menos quem é o seu próximo.

O dia 13 de maio é dia de luta como todos os outros dias. Lembrando da cultura, da beleza, da força, das religiões de matriz afro, que sofrem uma covarde discriminação. Dentro da nossa sociedade brasileira, a cultura afro tem que fazer parte, sim. Temos muito o que aprender. Pode-se até ter quebrado as correntes em que os escravos estavam presos, mas em geral, as correntes do racismo estão em todos nós, sejamos aqueles que discriminam ou sofrem a discriminação.



Comentários

Antonia disse…
Adorei o que vocë escreveu, muito boa a sua colocação, por isso eu te admiro tanto, mulher inteligente e batalhadora. Concordo com tudo o que disse e parabens por escrever tão bem! Beijos!
Antonia disse…
Mercia, entendi que você fez esse comentário usando meu login... ihihihihi...

Postagens mais visitadas