Pular para o conteúdo principal

Até que Aconteça com Você

São tantos assuntos e me falta tempo para escrever tudo o que eu gostaria, mas eu preciso, agora, escrever sobre esse vídeo. Ok, ele foi lançado há meses atrás... mas eu não vi, apesar de já ter ouvido essa música. Não sou um@ grande fã de Lady Gaga, mas gosto da sua atitude, das suas ideias, coisa que tem faltado em um tempo onde temos muitos juízes implacáveis e fundamentalistas cristãos.

Minhas alunas que me indicaram esse vídeo. Primeiro, eu prestei atenção na letra, ouvi só a música, e me tocou bastante, mas ao ver o vídeo eu chorei. Chorei porquê essa realidade acontece todos os dias, não apenas em campus de universidades mundo afora, mas em todos os lugares.

Os últimos acontecimentos, incluindo o caso infeliz daquela garota que foi violentada por muitos homens, e que ainda teve mulher que a condenasse, me fizeram distanciar-me um pouco de tantas notícias ruins, mas não adianta tentar se alienar. Nunca fui alienada. E ainda teve o massacre da boate, em Orlando, esta semana. Eu li no site da CNN, mas me disseram que os comentários, em sites brasileiros, eram cruéis e desumanos. Não vou reproduzi-los aqui.

Todos os dias temos um 7 x 0 diferente. E ainda quando reclamamos direitos, sejamos negr@s, gord@s, LGBTTs, mulheres, enfim, ainda vem com essa de "mimimi", de achar que o outro tem que engolir a humilhação, ficar quietinho, silenciado, achar que tudo não passa de piada.

Me lembrei de um comentário infeliz que li esta manhã, que uma mulher ainda respondeu assim: "nem sou feminista, mas sei que está errado". Mulheres que não acreditam em mulheres, que não as apoiam, por isso que outro dia eu li que sororidade é um mito. Ainda não quero chegar a esse ponto.

O que eu quero deixar registrado é o meu repúdio contra a violência em todas as suas formas: os relacionamentos abusivos, o racismo, a mania de achar que tudo é vitimismo (NÃO, NÃO É), a LGBTTfobia. Meu repúdio contra aqueles que atacam o feminismo, a mulher negra (estive lendo no Brasil Post sobre aquela participante Gleice, do Masterchef Brasil), a mulher em geral, as lésbicas que são mais masculinizadas (elas são e se vestem como quiserem!), as mulheres que não curtem mesmo serem femininas e, nem por isso, são menos mulheres (elas podem ser CIS sim, não precisa ser homossexuais).

A gente precisa ter mais empatia, mais solidariedade. Não adianta se dizer cristão se suas atitudes são totalmente contrárias. Não adianta postar mensagem fofa no Face e no Twitter, se no dia-a-dia, a pessoa critica de forma cruel e amarga as atitudes e o modo de ser daqueles que são diferentes. Cada pessoa tem o direito inalienável de ser feliz, de viver sua vida, sua sexualidade, sua beleza, desenvolver sua força, fé e inteligência. Não estamos vivendo apenas a cultura do estrupo, mas a cultura do medo, da negação do outro, do direito de opinião que se torna discurso de ódio.

A gente nunca sabe o dia de amanhã, sempre menosprezando a desgraça do outro, até "louvando" a Deus (esse tal deus tem característica de satanás, pelo que vejo),  pela tal desgraça ter acontecido ao outro. O mundo dá voltas. A vida é eterna. A gente nunca sabe o dia de amanhã. Até que aconteça à você.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrego, Aceito, Confio e Agradeço

Hoje, eu quero agradecer por todos os comentários deste blog. Eu tirei um tempo e li todos. TODOS, desde o primeiro post (alguns tem comentários, outros não, normal. Agradeço pelo carinho que tiveram de ler esses posts e comentaram. Obrigada por seu tempo =D

E quero compartilhar esse vídeo maravilhoso. É curtinho, sobre confiança e gratidão, o fato de
entregarmos o nosso caminho à um Poder Maior que nos rege, nos conduz e protege, não importa que religião você tenha, o que importa é a nossa fé, a força da nossa essência conectada ao Universo, o nosso caráter, como tratamos à nós mesmos e aos outros.

Eu acompanho o canal do Vinícius há um ano e meio, pelo menos, e gosto muito de fazer Yoga com os videos dele, mas aqui, estamos falando de uma filosofia de vida, que nos leva além dos limites, muitas vezes impostos pela nossa sociedade mercantilista e imediatista.

Peço que assistam ao video e meditem sobre essas palavras, que não são minhas, mas do professor Hermógenes, divulgador da Yog…

Qual o seu relacionamento com Deus?

Olá, tod@s!
Obrigada por todos os comentários do post anterior, li todos com atenção e agradeço com carinho =D

Bem, o assunto que tenho para este post é uma reflexão a qual tenho meditado esses dias: como está a sua relação com Deus? Como está o seu relacionamento com Jesus?

Seu relacionamento é algo direto, sem intermediários? Você permite que outras pessoas sejam suas "pontes" entre você e Deus, Jesus, a Consciência Suprema, o Poder Superior?

Desafie-se!

Oi tod@s vocês! Tudo bem?
O propósito do Concatenando Ideias é blogar quando estou afim e não ficar postando por postar... legal mesmo é quando estou na vibe de publicar alguma coisa como... hoje =D

Fiquei pensando... como a gente pode se propor novos desafios? E eu me propus dois neste início de ano. Fora outros que vou sugerir à vocês, mas coisas simples, do nosso dia-a-dia.

Eu acabei de cumprir o desafio dos 30 dias de prática de Yoga, pelo menos, de 15 à 30 minutos todos os dias. E foi um desafio que curti muito, pois eu tinha que desafiar as minhas preguiças e me disciplinar à atividade que só trás benefícios.
Agora, para mim, ficou muito mais fácil e, sem desculpas, para esta atividade física/mental que tanto amo.