A Espiritualidade no dia-a-dia

Num mundo imediatista como o nosso, quando nós falamos sobre espiritualidade, parece algo vago e distante de nossa realidade, "alguma coisa" para ser pensada "depois" (depois, quando?). Mas não é. A espiritualidade está no nosso dia-a-dia, nos nossos atos, na forma como pensamos, percebemos a vida e o mundo ao nosso redor.

Além de tudo, precisamos aprender a identificar tudo o que é efêmero de tudo o que permanece. Frequentemente caímos em urdiduras, comprometendo nossa identidade, honestidade, generosidade, simplicidade, fraternidade, bondade. Comprometemos até mesmo a nossa espontaneidade, assumindo comportamentos que não são nossos, mas impostos por grupos e modismos.

Armadilhas como a maledicência, o vitimismo, o mau hábito de reclamar de tudo e de todos, os programas de TV viciantes, com seus conteúdos tóxicos, de violência e vulgaridade, deboche e auto-promoção a todo e qualquer custo chegam a nos seduzir, pois ninguém é impermeável, já que não vivemos sozinhos, e também nem sempre nos encontramos em estado de perfeito equilíbrio, já que todos estamos aqui para evoluir, transcender caminhos, limites e sofrimentos. Se conseguimos nos distanciar um pouco de tudo isso, cansados das energias delelérias, somos vistos como alienígenas, mas aqueles que se identificam conosco, acabam formando laços de amizade ou até mais que isso.

Para os que se identificam com a balbúrdia, se afastarão de nós, e nem digo que tenhamos que viver isolados para termos nosso equilíbrio, já que passa pelo nosso aprendizado, o processo de convivermos com todos em sociedade.

Ainda, vamos lembrar que a espiritualidade vai além da religião, dos dogmas, pois ela é uma força viva em nós, nos impulsionando para o alto e para Deus.

Um abraço fraterno à todos!

Postagens mais visitadas